Quantas vezes já encontrou informações que não se adaptavam à realidade da sua região? Isto é muito comum para quem consome conteúdos estrangeiros que falam de valores ou de possibilidades que estão fora do alcance da nossa região.

Outras vezes o problema está nas legislações e é necessário a empresa adaptar-se às mesmas. O Spotify é um exemplo de negócio que se adaptou às legislações do médio oriente quando lançou o streaming no local.

Mas afinal porque deve adaptar o seu conteúdo à região?

3 razões pelas quais deve adaptar o seu conteúdo à região

1. Melhora a relação com os consumidores

Com um conteúdo direcionado, os consumidores irão criar uma relação com mais facilidade. Pense desta forma, existem comportamentos da região que irão levar ao entretenimento ou a críticas, ou existem dados estatísticos próprios que farão a diferença na hora de produzir conteúdo.

2. Permite a legalização do seu negócio no local de destino

Se o seu conteúdo se basear em algo sensível na região ou que vá contra os direitos autorais, por exemplo, existe grande probabilidade de criar polêmica contra sua marca. O melhor é criar conteúdo que realmente esteja de acordo com a região e que seja lembrado pelo melhor da marca.

3. As partilhas acontecem mais facilmente

Quando um consumidor se relaciona com a marca, existe maior probabilidade de partilhar o conteúdo. Essas partilhas irão permitir um aumento da visibilidade da sua marca e, possivelmente, um aumento do número de interações. Estas não seriam alcançadas com conteúdos não direcionados.

Pensar na região durante a criação de conteúdo é importante mas deve dar atenção, ainda, às dores do consumidor, às profissões que exercem, ao estilo de vida e aos seus desejos. Isto irá permitir que o seu conteúdo crie uma relação com os consumidores com maior facilidade.